06 Nov, 2020

Trabalhar na Restauração em Portugal

Izirest

 

Em Março uma nova realidade atingiu o mundo e, especialmente, o sector turístico. Este sector era em 2019 responsável pela criação de quatro em cada dez empregos em Portugal e passa agora por uma das fases mais difíceis da sua história.



Se, anteriormente, os profissionais deste sector encontravam facilmente uma vasta oferta de vagas disponíveis e em diversas funções, hoje em dia a procura tornou-se mais difícil, com menos ofertas e condições, muitas vezes, piores do que as oferecidas antes do início da pandemia.


Dados de Abril deste ano, do Turismo de Portugal, confirmaram a previsão de crescimento, em 2019, do sector do turismo, mantendo um crescimento de vários anos, superior à média europeia (5,3% em 2019), e com um peso de 6,9% na economia nacional.
No entanto, as previsões da Organização Mundial do Turismo (OMT) são duras para este sector, que estima perdas de 20% a 30% já em 2020.
Sendo um sector maioritariamente sazonal e que empregava cerca de 40 mil profissionais em época alta,  compreende-se agora que, em poucos meses, a falta de mão-de-obra que se sentia em quase todas as funções se transformou num problema mais grave: o desemprego de muitos profissionais, mesmo os mais qualificados.

É por isso que, hoje mais do que nunca, e se procura emprego nesta área, deve tentar entender as dificuldades pelas quais o sector está a passar e perceber de que forma o seu contributo pode ser realmente importante - garantindo, assim, um emprego que o faz feliz e realizado e ajudando à adaptação e sobrevivência do restaurante onde trabalha.

Existem diversas funções no sector da restauração, disponíveis para quem quer começar a trabalhar na área mas também para cargos especializados e onde são encontradas ofertas melhor remuneradas e com condições mais apetecíveis:

1. Empregado de mesa
Este profissional é responsável por executar diversos serviços dentro do restaurante, assegurando sempre as normas de segurança e higiene. Além disso, é o grande embaixador do restaurante junto cliente, atendendo e dando os melhores conselhos ao cliente sobre a escolha dos pratos e bebidas, servindo-o e garantindo a sua satisfação. Tem que ter perfil de vendedor, mas autenticidade e habilidade de comunicação.

2. Empregado de café
Se é uma pessoa polivalente e que gosta de desempenhar várias funções no mesmo espaço, então este emprego é para si. Um empregado de café, por norma, desempenha qualquer função necessária no mesmo: cozinha, balcão, mesas, limpeza e caixa.

3. Empregado de balcão
Esta é também uma função a ser desempenhada em restaurantes. Dependendo do estabelecimento, o empregado de balcão poderá ser quem serve as bebidas e cafés, anota pedidos no sistema ou fica mesmo responsável pela caixa/faturação.

4. Copeiro
Uma função na cozinha onde a lavagem de loiça e a limpeza são as tarefas principais. Sendo um emprego não especializado esta é uma função onde a entrada costuma ser simples e rápida.

5. Auxiliar de cozinha
Quem gosta de cozinhar e tem experiência nessa área pode tentar uma vaga como ajudante de cozinha. Esse profissional auxilia o chef de cozinha na confeção das refeições.
Este profissional auxilia o chef de cozinha na preparação dos alimentos, na organização da despensa do dia, na higienização da cozinha e na confeção e empratamento dos alimentos.

6. Cozinheiro
endo uma das vagas de emprego mais procuradas no sector da restauração, o cozinheiro tem como principais funções confecionar os pratos a servir e, por vezes, ser o responsável pela ementa. É a função com melhores salários do sector mas, também, onde a experiência e formação são mais exigidos.

Se está qualificado para uma destas funções, saiba que com uma diminuição da oferta o processo de seleção se tornou mais competitivo, sendo por isso cada vez mais importante demonstrar que possui algumas qualidades e vontade de evoluir com o negócio: 

Disponibilidade: lembre-me que ao aceitar um emprego em restauração o contacto com o público, o trabalho por turnos, aos fins-de-semana e mesmo feriados pode fazer parte do seu horário, principalmente na época de Verão;

Experiência: se já tiver alguma experiência anterior semelhante à da vaga de emprego para a qual está a concorrer, reforçe-o. Mesmo que a experiência não seja obrigatória para concorrer pode fazer a diferença na escolha em relação aos outros candidatos.

Empenho: com diversos candidatos a quererem a função disponível, fará a diferença na fase de seleção se se mostrar disposto para ouvir e aprender, tornando-se um membro da equipa, que pode estar desgastada após meses de adaptação do negócio à nova realidade.

Formação: na área da restauração e turismo vai ter de satisfazer o pedido de muitos clientes. Saber idiomas como inglês, espanhol, francês ou mesmo alemão pode fazer a diferença no desempenho das suas funções e, claro, na fase de contratação. Formações específicas de cozinha ou serviço ao cliente também são valorizadas.

Para além disto, quem pretende trabalhar neste sector em Portugal precisa de ser sociável, comunicativo e organizado. A paixão pela função e a preocupação com o cliente deverão ser, também, características fundamentais destes profissionais.Para encontrar as vagas disponíveis no setor da restauração e que melhor se adaptam ao seu perfil, a Izirest propõe que se registe na nossa comunidade.

Ficou com alguma questão? Entre em contacto connosco.